A Hungria pede à UE que pague 6.000 milhões de euros prometidos pela Turquia o mais rápido possível

O ministro das Relações Exteriores da Hungria, Peter Szijjarto, disse que a cooperação com a Turquia é benéfica para muitos países da União Europeia.

1439604
A Hungria pede à UE que pague 6.000 milhões de euros prometidos pela Turquia o mais rápido possível

O ministro das Relações Exteriores e Comércio Exterior da Hungria, Peter Szijjarto, pediu à União Europeia que pague 6 bilhões de euros prometidos pela Turquia o mais rápido possível aos solicitantes de asilo.

A Reunião dos Ministros das Relações Exteriores dos Países do Grupo Visegrad, composta pela Turquia e Polônia, Hungria, República Tcheca e Eslováquia, foi realizada por videoconferência.

Szijjarto, no final da reunião, expressou que o principal tópico da reunião é a cooperação entre a União Europeia e a Turquia e que os países do Grupo Visegrad apóiam o fortalecimento das relações estratégicas entre a Turquia e a União Europeia.

Ele indicou que a cooperação com a Turquia é um benefício para muitos países da União Europeia e que eles não experimentaram nenhuma dificuldade no fornecimento de produtos turcos na luta contra o Covid-19.

Salientando que a Turquia é o país chave para interromper o fluxo migratório para a Europa, expressou:

“Se a Turquia não parar a onda de migração, enfrentaremos imediatamente refugiados como os países da Europa Central. Os requerentes de asilo atingem a fronteira sul da Hungria em poucos dias se cruzarem a fronteira turco-grega. Não queremos enfrentar essa situação. Portanto, a União Europeia deve pagar 6.000 milhões de euros prometidos pela Turquia o mais rápido possível ”.



Notícias relacionadas