Manifestantes de extrema-direita e anti-racismo realizam comícios rivais em Londres

Manifestantes do “Black Lives Matter” protestam na Grã-Bretanha, com brigas em Londres enquanto manifestantes de extrema direita se reúnem para proteger os monumentos direcionados por suas ligações à história colonial.

1435414
Manifestantes de extrema-direita e anti-racismo realizam comícios rivais em Londres

Manifestantes anti-racismo se reuniram novamente na Grã-Bretanha no sábado, com tumultos em Londres, enquanto manifestantes de extrema direita também saíam para proteger os monumentos direcionados por suas ligações à história colonial.

Estátuas de figuras históricas, incluindo Winston Churchill - líder britânico da Segunda Guerra Mundial que os manifestantes chamam de xenófobo - foram abordadas para tentar minimizar os problemas.

Na Trafalgar Square, a polícia separou dois grupos de cerca de 100 pessoas cada, um cantando "Black Lives Matter", e o outro com insultos raciais.

Alguns grupos empurravam, jogavam garrafas e latas e disparavam fogos de artifício, enquanto policiais de choque estavam com cães e cavalos alinhados.

A polícia disse que algumas pessoas estavam trazendo armas para os comícios de Londres. Eles impuseram restrições de rota em ambos os grupos e os referidos comícios devem terminar às 17h (16:00 GMT).

"Quem pensa que pode cometer um crime ou vandalizar propriedades será preso", expressou o comandante Bas Javid em um comunicado.



Notícias relacionadas