Orbán: "A UE falha, mas o Conselho Turco envia ajuda para o Covid-19"

O presidente húngaro Viktor Orbán disse que avaliou medidas contra a epidemia de coronavírus.

1386840
Orbán: "A UE falha, mas o Conselho Turco envia ajuda para o Covid-19"

O presidente húngaro Viktor Orbán disse que os países do Conselho de Cooperação para os Estados de Língua Turca (Türk Keneşi) e a China enviaram ajuda à Hungria para combater a epidemia do novo tipo de coronavírus .

Orbán, durante seu jornal semanal na rádio estatal Kossuth, fez avaliações sobre as medidas contra a epidemia.

Observando que a União Europeia falha em combater o surto, ele disse:

"Somos membros da União Europeia. Queremos uma União Europeia forte, mas temos que ver que a UE tem fraquezas. Essas fraquezas foram claramente vistas, especialmente neste período epidêmico. Também nos reunimos com nossos vizinhos e os países do Grupo Visegrad (Polônia, República Tcheca, Hungria e Eslováquia), mas é necessário verificar que a ajuda não vem daqui. Recebemos ajuda da China e solicitamos e recebemos ajuda do Conselho da Turquia, do qual a Hungria é o membro observador. A situação é assim agora. Independentemente disso, continuamos sendo membros da União Europeia. Fazemos parte dessa aliança ocidental, aqui é a nossa casa e temos que nos ajudar, mas vemos que nenhuma ajuda vem de dentro”.

Orbán anunciou que um toque de recolher foi implementado em todo o país devido à epidemia.

Afirmando que os cidadãos podem sair de casa apenas para ir ao trabalho ou para satisfazer suas necessidades básicas, Orbán indicou que a decisão começará no sábado e permanecerá em vigor até 11 de abril.

Orbán acrescentou que apenas pessoas com mais de 65 anos podem comprar entre 09:00 e 12:00 em supermercados, farmácias e lojas que vendem produtos de limpeza para proteger os idosos.



Notícias relacionadas