O conselheiro de Trump que testemunhou no processo de impeachment foi demitido

Alexander Vindman foi demitido da Casa Branca depois que o presidente dos EUA disse que não estava feliz com o ex-funcionário do Conselho de Segurança Nacional.

1355579
O conselheiro de Trump que testemunhou no processo de impeachment foi demitido

AA - O funcionário do Conselho de Segurança Nacional que não cumpriu a diretiva do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de não participar da investigação do julgamento político da Câmara dos Deputados foi demitido, disse seu advogado na sexta-feira.

O tenente-coronel Alexander Vindman foi um dos participantes da ligação telefônica em 25 de julho passado com o presidente da Ucrânia, Volodimir Zelenski, que causou o impeachment contra Trump. Vindman testemunhou perante a Câmara depois de ser convocado, dizendo que expressou preocupações sobre a ligação com o advogado do Conselho de Segurança Nacional.

O especialista ucraniano disse aos legisladores que a ligação em que Trump instou Zelenski a iniciar investigações criminais contra o candidato presidencial democrata, Joe Biden, era "inapropriada".

Hoje, o tenente-coronel Alexander Vindman foi escoltado para fora da Casa Branca, onde serviu obedientemente seu país e seu presidente. Ele falou publicamente uma vez, e apenas de acordo com uma intimação do Congresso dos Estados Unidos ”, expressou David Pressman, advogado do ex-funcionário em comunicado. 

“Não há dúvida na mente de qualquer americano por que o trabalho desse homem terminou, por que este país agora tem menos um soldado servindo na Casa Branca. 

Vindman foi convidado a sair por dizer a verdade. Sua honra e seu compromisso com o bem assustaram os poderosos ”, informou Pressman.



Notícias relacionadas