Concluídas as alegações finais no julgamento político contra Trump

A votação final sobre a absolvição ou condenação do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está prevista para quarta-feira.

1353245
Concluídas as alegações finais no julgamento político contra Trump

AA - WASHINGTON

Os acusadores da Câmara dos Representantes e a equipa de defesa do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, concluíram na segunda-feira as alegações finais sobre o julgamento político.

A equipa de Trump pediu aos senadores que rejeitassem os dois artigos de impeachment aprovados pela Câmara dos Representantes contra o presidente, alegando que ele é inocente e que o seu destino deve ser deixado aos eleitores para decidir em novembro.

"As eleições têm consequências. Todos sabemos disso. Quem não gosta das políticas de uma administração ou de candidato em particular, pode votar noutro candidato. A resposta é com eleições, não com um julgamento político" - afirmou o advogado de Trump, Jay Sekulow, aos congressistas.

Por seu turno, os acusadores da Câmara dos Representantes pediram aos congressistas que ​removessem o presidente do cargo, com base nas duas acusações contra ele: abuso de poder e obstrução do Congresso, ambos relacionados com a pressão sobre a Ucrânia para abrir uma investigação criminal contra o candidato democrata Joe Biden, e subsequente recusa de Trump em cooperar com a investigação da Câmara sobre o assunto.

Esta sexta-feira, o Senado abriu o caminho para a rápida absolvição de Trump, quando votou para não permitir testemunhos ou documentos importantes no julgamento contra o presidente, apesar das acusações explosivas do ex-conselheiro de Segurança Nacional de Trump John Bolton, que disse que o presidente decidiu congelar centenas de milhões de dólares em ajuda à Ucrânia, até Kiev abrir investigações contra Joe Biden.

A votação final sobre a absolvição ou condenação do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está prevista para quarta-feira.



Notícias relacionadas