Jornalista russo Ivan Golunov é libertado por falta de provas

Os materiais de investigação foram encaminhados ao Comitê de Investigação do Ministério do Interior para que as ações dos policiais que prenderam o jornalista fossem avaliadas no âmbito do caráter de legalidade.

Jornalista russo Ivan Golunov é libertado por falta de provas

O ministro do Interior russo, Vladimir Kolokoltsev, anunciou a cessação do processo judicial contra o jornalista Ivan Golunov, por falta de provas após a sua prisão domiciliária.

Kolokoltsev afirmou que Golunov será libertado e que todas as acusações contra ele cessaram.

"Os materiais de investigação foram enviados ao Comitê de Investigação do Ministério do Interior para que os atos dos policiais que prenderam o jornalista pudessem ser avaliados no âmbito do caráter de legalidade. Os policiais ficarão suspensos durante todo o controle", disse o ministro que confirmou ter pedido ao presidente Vladimir Putin que desabilite o diretor da polícia de Moscou, Andrei Puchkov, e o diretor do Departamento de Narcóticos da Polícia de Moscou, Yuri Deviatkin.


Etiquetas: Rússia , Moscou , Ivan Golunov

Notícias relacionadas