Guterres visita as mesquitas atacadas na Nova Zelândia

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, visitou as mesquitas de Al Noor e Linwood em Christchurch, que foram alvos de ataques terroristas.

Guterres visita as mesquitas atacadas na Nova Zelândia

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, visitou as mesquitas na Nova Zelândia que foram alvos de ataques terroristas em março.

Guterres encontrou-se com os líderes da comunidade muçulmana e com testemunhas dos ataques durante as suas visitas às mesquitas de Al Noor e Linwood em Christchurch.

Guterres disse aos jornalistas em frente à mesquita Al Noor, em Christchurch, que não tinha palavras capazes de aliviar a tristeza e a dor: “Sei que a dor e o pesar não se podem curar com palavras. Quis vir até aqui para mostrar amor e respeito e para dar apoio”.

Guterres passou cerca de 30 minutos dentro da mesquita a conversar com líderes muçulmanos e sobreviventes dos ataques. Depois, viajou para a mesquita de Linwood, onde depositou uma coroa de flores e se encontrou com sobreviventes do ataque, incluindo Abdul Aziz, considerado um herói por ter perseguido o atacante e lhe ter atirado com uma máquina de pagamento de cartões de crédito, bem como com uma arma que encontrou no chão.

Aziz disse que foi uma honra conhecer o secretário geral da ONU: “significa muito o facto de ter vindo até aqui e de ter partilhado a nossa dor”.

No ataque terrorista do passado dia 15 de março, contra as mesquitas de Al Noor e Linwood na Nova Zelândia, morreram 51 pessoas incluindo um cidadão turco. 49 pessoas ficaram feridas no ataque.

Os cidadãos turcos Mustafa Boztaş e Temel Ataçocuğu ficaram feridos no ataque. Zekeriya Tuyan perdeu a vida 48 horas depois de ter entrado na unidade de cuidados intensivos do hospital.



Notícias relacionadas