China destrói mesquitas na região autônoma de Xinjiang Uighur

Novos dados foram obtidos sobre a alegação de que as mesquitas pertencentes aos turcos uigures na China foram destruídas.

China destrói mesquitas na região autônoma de Xinjiang Uighur

Foi anunciado que as autoridades chinesas destruíram total ou parcialmente 33 locais históricos, incluindo mesquitas e túmulos de centenas de anos na Região Autônoma Uigur de Xinjiang.

De acordo com o jornal britânico The Guardian e o site de pesquisas "Bellingcat", novas informações foram obtidas sobre a alegação de que as mesquitas pertencentes aos turcos uigures na China foram destruídas.

100 mesquitas e túmulos foram detectados através de imagens de satélite, moradores da região e ferramentas de mapeamento.

Foi determinado que 31 mesquitas e 2 grandes túmulos de um total de 91 estruturas, com cúpulas e minaretes, sofreram danos graves entre 2016 e 2018.

Além disso, 9 estruturas foram demolidas, que não têm cúpulas ou minaretes, mas que são mesquitas conforme relatado por residentes da Região Autônoma Uigur de Xinjiang.

O Ministério das Relações Exteriores afirmou anteriormente que a política de assimilação sistemática do governo chinês contra os turcos uigures é uma grande vergonha para a humanidade.



Notícias relacionadas