Mogherini: "Intervenção militar de qualquer tipo na Venezuela não é aceitável para nós"

Federica Mogherini falou no Conselho de Segurança da ONU.

1162464
Mogherini: "Intervenção militar de qualquer tipo na Venezuela não é aceitável para nós"

A alta representante da Política Externa e Segurança da UE, Federica Mogherini, falou no Conselho de Segurança da ONU e avaliou a situação na Venezuela: "É inaceitável para nós qualquer tipo de intervenção militar, tanto no país e no exterior na Venezuela."

Mogherini apontou que uma solução pacífica e democrática para a crise política venezuelana deve ser encontrada. Mogherini acrescentou que a solução para a crise no país não deve ser forçada de fora.

O presidente da Assembleia Nacional, Juan Guaidó, proclamou-se "presidente interino da Venezuela" nas manifestações da oposição e alguns países, em primeiro lugar os Estados Unidos, e em seguida Austrália, Canadá, Colômbia, Peru, Equador, Paraguai, Brasil, Chile, Panamá, Argentina, Costa Rica e Guatemala, reconheceram Guaidó. Por fim, o Parlamento Europeu fez o mesmo.

Por outro lado, Turquia, México, Rússia, Cuba, China e Bolívia repetiram seu apoio ao governo do presidente Nicolás Maduro, enquanto Maduro anunciava sua decisão de romper relações diplomáticas e políticas com os EUA e assegurava que as relações comerciais continuariam.

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse que enviar tropas para a Venezuela é uma das opções.



Notícias relacionadas