Trump fará no dia 5 de fevereiro o seu discurso do “Estado da União”

Donald Trump foi convidado esta segunda-feira por Nancy Pelosi – a presente da Câmara Baixa do Congresso - a proferir o tradicional discurso do Estado da Nação no próximo dia 05 de fevereiro.

Trump fará no dia 5 de fevereiro o seu discurso do “Estado da União”

Depois de ter sido superada a crise governamental que paralisou o governo federal durante 35 dias, o presidente americano Donald Trump poderá finalmente fazer no dia 5 de fevereiro o seu discurso sobre o “Estado da União” perante o Congresso.

Donald Trump foi convidado esta segunda-feira por Nancy Pelosi – a presente da Câmara Baixa do Congresso - a proferir o tradicional discurso do Estado da Nação no próximo dia 05 de fevereiro.

Na sua resposta ao convite de Pelosi, Trump disse “obrigado pela carta e convite que me enviou para fazer o discurso do “Estado da União” perante o Congresso, na terça-feira, dia 5 de fevereiro de 2 019. Aceitar o seu convite é uma honra para mim. Temos uma grande história para contar e objetivos para alcançar”.

O convite de Nancy Pelosi (Partido Democrata), surgiu na sequência do fim do “shutdown” do governo norte-americano por parte do presidente Donald Trump (Partido Republicano), em que este condicionava o financiamento de 5,7 mil milhões de dólares para construir um muro na fronteira com o México. O Congresso, liderado pelos democratas, recusou ceder à exigência do presidente.

O braço de ferro relativamente ao muro na fronteira levou Pelosi a sugerir que Trump adiasse o discurso do Estado da Nação ou optasse por enviar um texto escrito. Mas perante a insistência do presidente americano e a sua certeza de que iria discursar na data prevista, a presidente da Câmara dos Representantes exibiu o poder da nova maioria democrata e rejeitou formalizar o convite legalmente exigido para que o presidente pudesse falar à nação no Congresso.

A queda sistemática de Trump nas sondagens e a sua responsabilização pelo facto de haver mais de 800 mil trabalhadores públicos dos EUA sem receber salário, o impacto na economia do país e o risco crescente em matéria de acidentes aéreos ou na fiscalização alimentar - entre outras áreas - fizeram com que Trump cedesse ao Congresso: O presidente americano reabriu o governo sem garantir o financiamento do muro, mas apenas por três semanas.



Notícias relacionadas