Trump: “o exército poderá abrir fogo se for apedrejado pelos migrantes”

O presidente americano voltou a insistir que ao entrarem no México, os integrantes da caravana de migrantes “passaram por cima” da polícia e até feriram os militares mexicanos.

1080530
Trump: “o exército poderá abrir fogo se for apedrejado pelos migrantes”

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse aos militares destacados para a fronteira com o México que se os migrantes da América Central lhes atirarem pedras, devem agir como se as pedras fossem "espingardas".

"Se alguém atirar pedras - como fizeram no México - poderão disparar sobre eles, se lhes acertarem com uma pedra na cara" - afirmou Trump numa conferência de imprensa na Casa Branca.

Discursando sobre a imigração, Trump prometeu também emitir na próxima semana uma ordem executiva para proibir os migrantes de pedirem asilo, se tiverem entrado ilegalmente nos Estados Unidos. Trump quer também criar grandes cidades de tendas para reter todas as pessoas que atravessem a fronteira.

As atuais leis da imigração dizem que os migrantes em busca de asilo podem requerê-lo independentemente da forma como chegaram ao país.

Caravanas de milhares de migrantes de diversos países da América Central estão a dirigir-se para os Estados Unidos. Um desses grupos envolveu-se em confrontos violentos com a polícia mexicana na fronteira do país com a Guatemala, atirando pedras.

O anúncio de Trump surge na véspera das eleições para o Congresso que se realizam no próximo dia 6 de novembro, que o levaram a endurecer o seu discurso anti-imigração com o envio de tropas para a fronteira sul do país.

“Usarei todos os recursos ao meu alcance para acabar com esta crise. Devemos acabar o trabalho de começámos, temos que ser duros” – afirmou Trump.



Notícias relacionadas