Trump: "O caso Khashoggi foi um dos piores encobrimentos da história"

Trump disse estar convencido de que o rei da Arábia Saudita, Salman bin Abdulaziz, não tem informações sobre o assassinato de Khashoggi.

Trump: "O caso Khashoggi foi um dos piores encobrimentos da história"

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, avaliou o assassinato do jornalista saudita Jamal Khashoggi, em entrevista concedida ao jornal americano Wall Street Journal.

Trump disse estar convencido de que o rei da Arábia Saudita, Salman bin Abdulaziz, não tem informações sobre o assassinato de Khashoggi.

Mas, quando perguntado se o príncipe herdeiro saudita, Mohamed bin Salman, está envolvido no caso de Khashoggi, Trump respondeu:

"O príncipe é a pessoa que dirige mais o trabalho (a administração) neste nível. Se alguém se envolver neste caso, seria ele ".

Trump esclareceu que falou várias vezes sobre o caso com o Príncipe Mohamed, e perguntou se sabia ou não do assassinato.

"O príncipe me disse que não sabia. E eu perguntei, onde este caso começou? E o príncipe relatou que o caso foi feito nas fileiras mais baixas ".

O presidente dos EUA expressou que espera que a declaração do príncipe esteja correta.

Donald Trump também respondeu a perguntas de jornalistas da Casa Branca e indicou que tomará uma decisão depois de reunir todas as verdades sobre o caso Khashoggi.

"Vou deixar ao Congresso a decisão sobre o que vamos fazer e espero que seja uma decisão que será ratificada por dois partidos (republicanos e democratas)", acrescentou.

Trump, além disso, chamou o caso de Khashoggi de "um dos piores encobrimentos da história".

O jornalista saudita e colunista do Washington Post, Jamal Khashoggi, desapareceu depois de entrar no Consulado Geral da Arábia Saudita em Istambul em 2 de outubro de 2018.

O governo da Arábia Saudita anunciou em 20 de outubro que Khashoggi morreu devido a uma briga no consulado.



Notícias relacionadas