Líderes de opinião dos EUA parabenizam Erdogan por sua vitória

Líderes pioneiros de opinião nos Estados Unidos concordaram que a Turquia é um país exemplar da maior importância para todos os países islâmicos.

Líderes de opinião dos EUA parabenizam Erdogan por sua vitória

Os líderes de opinião americanos parabenizaram o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, por seu sucesso nas eleições presidenciais, ressaltando que este feito de Erdogan tem grande significado tanto para os muçulmanos americanos quanto para os muçulmanos globais.

Em suas declarações à agência de notícias Anadolu (AA), os principais pioneiros da opinião nos Estados Unidos concordaram que a Turquia é um país exemplar de grande importância para todos os países islâmicos.

Nihad Awad, diretor executivo nacional do Conselho de Relações Americano-Islâmicas (CAIR), o maior defensor dos direitos dos muçulmanos nos EUA, felicitou o povo turco pelas eleições bem-sucedidas.

Awad referiu-se à importância da democracia nos países muçulmanos e observou que a Turquia está em uma posição especial nesse sentido.

"A democracia é um regime que garante direitos humanos e liberdades, e a Turquia recebe apoio de toda a geografia muçulmana porque é um importante país muçulmano que mostra seus exemplos", disse ele.

Por sua vez, Osama Jamal, secretário-geral do Conselho das Organizações Muçulmanas dos Estados Unidos (USCMO), organização não-governamental de organizações não-governamentais muçulmanas nos Estados Unidos, destacou que as eleições terminaram com maturidade.

"A Turquia mostrou um resultado que elimina todas as fraudes eleitorais com a taxa de participação que atingiu 90 por cento, felicito a população turca e Erdogan pela sua vitória, esta é uma mensagem muito forte de democracia da Turquia para todo o mundo. Eu não me lembro de já ter seguido eleições com uma participação tão alta", disse ele.

Por sua vez, Khalil Demir, presidente da Fundação Zakat, uma das mais importantes instituições de assistência social de Chicago, enfatizou que a Turquia é um exemplo de experiência em democracia nos países muçulmanos.



Notícias relacionadas