O Canadá amanhã será a sede da Cúpula de Líderes do Grupo G7

A organização será iniciada na aldeia de Charlevoix, no estado canadense de Quebec

988784
O Canadá amanhã será a sede da Cúpula de Líderes do Grupo G7

O Canadá sediará a Cúpula de Líderes do G7, 44ª edição, que durará dois dias na cidade de Charlevoix, em Quebec, onde a União Europeia também estará representada. Antes da organização que tem o caráter de ser a sexta cimeira no Canadá, as medidas de segurança extensas e extraordinárias foram tomadas na área e nas estradas para a cidade.

O centro de imprensa foi estabelecido na cidade de Quebec para repórteres internacionais. A cúpula será aberta oficialmente às 12h e começará a funcionar após a foto da família e o almoço.

Participam da cimeira o Secretário Geral da ONU, Antonio Guterres, representantes da OCDE, FMI, Banco Mundial, o Presidente da Argentina, Noruega, Islândia, Bangladesh, Senegal, Seychelles, Jamaica, Vietnã, África do Sul, Haiti, Quênia e Ruanda.

O Presidente da Comissão Europeia, Jean Claude Juncker, e o Presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, estão entre os participantes.

O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, apontou que todos os países do G7 enfrentam um problema comum se os benefícios do crescimento econômico são compartilhados de forma justa ou não: "O Canadá como presidente do G7 foi confrontado com esse problema econômico e da agenda do G7 deste ano, há o objetivo de crescimento que funciona para todos ".

Trudeau, salientando que o relatório intitulado como Garantir o Crescimento que Funciona para Todos, preparado com este objetivo, enfatizou os capítulos de 'partilha igual e classe média'.

Estima-se que a Cúpula dos Líderes do G7, onde o presidente dos EUA Donald Trump fará sua primeira visita ao Canadá como presidente, que culminou com a guerra comercial devido a sérios impostos alfandegários sobre as tarifas que começaram a ser aplicadas pela administração de Trump há alguns dias.



Notícias relacionadas