A UE critica a Rússia pela rejeição da candidatura de Navalny nas eleições presidenciais

"Cria uma suspeita séria" a rejeição da candidatura de Nvalny contra o pluralismo político e as eleições democráticas

A UE critica a Rússia pela rejeição da candidatura de Navalny nas eleições presidenciais

O Serviço de Relações Externas da UE (SEAE) fez uma avaliação oficial da rejeição da candidatura de Alexei Navalny para as eleições presidenciais na Rússia no ano que vem, considerado um dos rivais mais importantes do presidente Vladimir Putin. Ressalta-se que Navalny foi sancionado sem ser julgado de forma justa na Rússia: "A decisão da Comissão Eleitoral Central pela rejeição da candidatura do político da oposição Alexei Navalny nas eleições presidenciais de 2018 devido à sua condenação passada, cria uma suspeita seria sobre a probabilidade de eleições democráticas e pluralismo democrático na Rússia ".

É sublinhado que a mesma oportunidade deverá ser oferecida a todos nas eleições a serem realizadas no dia 18 de março e as acusações para fins políticos não devem ser usadas para impedir a participação nas eleições.

Afirma-se que se esperam que os observadores da OSCE, a Organização de Segurança e Cooperação Europeia, sejam convidados.



Notícias relacionadas