"Devemos parar de lutar como animais"

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, realizou sua tradicional conferência de imprensa anual.

"Devemos parar de lutar como animais"

Segundo pronunciamento feito à imprensa pelo presidente russo, Vladimir Purin, a Rússia não vai competir na corrida por armamentos.

O presidente da Rússia respondeu as perguntas de mais de 600 jornalistas presentes na conferência de imprensa anual.

Putin enviou uma mensagem aos Estados Unidos (EUA) na conferência de imprensa: "Devemos parar de lutar como animais".

Putin disse que as acusações de que eles intervieram nas eleições do ano passado nos Estados Unidos só prejudicaram o próprio país.

Declarando que não se retirarão do acordo START, assinado com vistas a reduzir os mísseis nucleares, Putin acusou os EUA de se retirarem do mesmo e afirmou que não entrarão na corrida armamentista.

Observando que a Coréia do Norte não aceitou o status de estado nuclear, Putin argumentou que os EUA estavam contra a política de Pyongyang.

Putin advertiu Washington: "Você não pode atingir todos os alvos na Coréia do Norte de uma só vez", disse ele, enfatizando que um ataque à Coréia do Norte teria resultados catastróficos e chamando as partes para se portarem de forma sensata e com respeito.

A conferência de imprensa dada pelo presidente durou quase quatro horas.



Notícias relacionadas