CDU e CSU, a favor da extradição de refugiados sírios que cometem crimes graves

A União Democrata Cristã da Alemanha e a União Social Cristã da Baviera apresentaram uma proposta que contempla a deportação de refugiados sírios que constituem perigo ou cometem crimes graves

CDU e CSU, a favor da extradição de refugiados sírios que cometem crimes graves

Os Ministros Federais do Interior da União Democrata Cristã da Alemanha (CDU) e a União Social Cristã da Baviera (CSU) mobilizaram-se para a deportação de refugiados sírios que cometem crimes.

Espera-se que a proposta acordada pelos ministros da CDU e da CSU seja debatida na conferência dos Ministros Federais do Interior a realizar-se entre 7 e 8 de dezembro.

Markus Ulbig, da CDU, disse que, de acordo com a proposta dos partidos da União, as condições de segurança na Síria serão reavaliadas e que o objetivo é a extradição dos refugiados sírios que constituem um perigo ou cometem crimes graves.

O regulamento que detem a extradição dos sírios, mas ainda está sendo implementado pelos autorizados, embora tenha expirado em setembro, foi prorrogado até 30 de junho de 2018 no âmbito da proposta.

No resultado da avaliação de segurança que será abordada na proposta, algumas regiões da Síria serão classificadas como seguras.

O Partido Social Democrata da Alemanha (SPD) se opõe à proposta e é a favor de prolongar a disposição da medida transfronteiriça e sua reavaliação.



Notícias relacionadas