Trump: "EUA não tomam partido no conflito em Kirkuk"

O presidente dos EUA, Donald Trump, enfatizou que não tomam partido entre os elementos da Administração Central Iraquiana e a Administração Regional Curda do Iraque no conflito em Kirkuk

828638
Trump: "EUA não tomam partido no conflito em Kirkuk"

O presidente estadunidense, Donald Trump, disse que não tomaram partido entre os elementos de combate na cidade iraquiana de Kirkuk.

Trump, falando com repórteres na Casa Branca sobre o que aconteceu em Kirkuk, enfatizou que eles não estão satisfeitos com os conflitos entre os elementos da Administração Central do Iraque e a Administração Regional Curda do Iraque em Kirkuk.

"Não estamos felizes por eles lutarem (em Kirkuk). Não tomamos partido (entre facções) nesta guerra ", disse Trump sobre a posição dos EUA em Kirkuk.

Enquanto isso, o governo de Washington convocou todas as partes na área a realizar de forma coordenada as atividades militares e a adquirir a tranquilidade em Kirkuk.

Por sua vez, a porta-voz do Departamento de Estado dos Estados Unidos, Heather Nauert, ofereceu uma declaração escrita sobre os incidentes ocorridos em Kirkuk e seus arredores.

"Os EUA estão preocupados com os relatos de incidentes de violência nos arredores de Kirkuk. Seguimos os acontecimentos de perto e convocamos todas as partes a realizar de forma coordenada as atividades militares e a adquirir a tranquilidade ", afirmou.

Comunicou que apoiam os esforços conjuntos de paz dos governos central e regional de forma harmoniosa com a Constituição iraquiana nas áreas controversas.Anunciou que trabalham com as autoridades das administrações desses governos para reduzir as tensões, impedir os conflitos e garantir o diálogo.

Declarou que os Estados Unidos continuarão a trabalhar com seus parceiros iraquianos para derrotar o DAESH. "Propomos fortemente a todas as partes que não sejam provocadas pelos inimigos do Iraque que desejam um conflito étnico e religioso. Há muito a fazer especialmente para erradicar o DAESH, a tensão entre as forças iraquianas e curdas afetam essa importante missão ", disse.



Notícias relacionadas