Morrem cerca de 2 mil e 500 civis nos ataques aéreos da coalizão contra o grupo terrorista DAESH

Foram declaradas 2 mil 286 mortes de civis nesses ataques

813615
Morrem cerca de 2 mil e 500 civis nos ataques aéreos da coalizão contra o grupo terrorista DAESH

Na Síria, de acordo com a Rede de Direitos Humanos na Síria, as forças da coalizão lideradas pelos EUA mataram 2 286 civis, entre eles 674 crianças e 504 mulheres nos ataques iniciados há 3 anos contra o grupo terrorista DAESH.

Em 2014, como resultado dos ataques das forças da coalizão, morreram 67 civis. Este número foi de 242 em 2015 e no ano passado foi de 562. A partir de 23 de setembro, 1.145 civis morreram de acordo com o relatório e declara que nas operações aéreas foram tomados como alvos pelo menos 157 centros civis, como mesquitas, hospitais e escolas nas áreas do grupo terrorista DAESH.

Até o final de 2015 nas operações das forças de coalizão, as baixas civis foram reduzidas, mas o relatório enfatiza que a coalizão liderada pelos EUA depois de dar apoio ao grupo terrorista PKK/PYD para lutar contra DAESH houve um aumento considerável nas perdas de civis.

No capítulo consultivo do relatório convoca-se às forças da coalizão que respeitem o direito internacional e os direitos humanos e exorta as forças da coalizão a admitirem seus ataques que causaram a morte dos civis.

As forças da coalizão lideradas pelos EUA iniciaram as operações no âmbito da luta contra o DAESH em 23 de setembro de 2014 na Síria.



Notícias relacionadas