EUA, ONU e Turquia condenam o teste de míssil intercontinental da Coreia do Norte

O porta-voz do Pentágono, Dana White disse que "o ensaio manifesta que a Coreia do Norte supõe uma ameaça para os EUA e aos aliados"

764822
EUA, ONU e Turquia condenam o teste de míssil intercontinental da Coreia do Norte

A Turquia condenou o teste do míssil balístico da Coreia do Norte.

O Ministério das Relações Exteriores apresentou uma declaração escrita: "O lançamento do míssil balístico por parte da República Popular Democrática da Coreia é uma aberta violação das resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas. Estes testes contínuos são o índice óbvio da postura insistente da Coreia do Norte de não obedecer a obrigações internacionais. Este país deve respeitar as chamadas do CS e abster-se de quaisquer atos que possam causar novas tensões ".

O Secretário-Geral da ONU, Antônio Guterres, condenou o teste do míssil intercontinental de longo alcance de Pyongyang e pediu que este ponha fim as provocações.

"O novo teste é uma flagrante violação das resoluções da ONU. Este ato poderia perigosamente aumentar a tensão ".

Enquanto isso, o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, disse que "todos os países devem mostrar com certeza que a busca da Coreia do Norte de obter armas nucleares teria suas consequências. Temos a intenção de tomar medidas mais fortes para responsabilizar este país. "

O porta-voz do Pentágono, Dana White disse que "o ensaio manifesta que a Coreia do Norte representa uma ameaça para os EUA e para os aliados deste."

"Temos feito um simulacro conjunto com a Coreia do Sul para demonstrar a nossa capacidade de precisão".



Notícias relacionadas