"Claro que o PKK não vai participar da operação de Mosul"

O porta-voz dos EUA respondeu a perguntas sobre o funcionamento de Mosul e à alegada inclusão do PKK nele

"Claro que o PKK não vai participar da operação de Mosul"

Os EUA informaram que o PKK, que qualificam um grupo terrorista, não vai participar na operação de Mosul a ser feito para limpar a cidade do DAESH.

O porta-voz do Departamento de Estado, Mark Toner, disse em uma conferência de imprensa que consideram explicitamente o PKK como grupo terrorista. "Nós não apoiamos o PKK envolvido na operação de Mosul".

Ele disse que suportam o fato de que a Turquia está protegendo seu povo contra o PKK.

"A Turquia tem todo o direito de defender seu povo contra o PKK", disse Toner.

Ele repetiu a alegação de que distinguir o PKK dos outros grupos curdos na Síria e no norte do Iraque, acrescentando que o YPG, o ramo do PKK na Síria, é uma grande força contra DAESH.

Foi dirigida a Toner uma pergunta sobre o deputado iraquiano, Avatif Naime, que chamou o PKK de abrir um escritório em Bagdá.

Disse que eles são informados sobre esta chamada, mas reiterou que o PKK é um grupo terrorista e "claro que não apoiamos", disse Mark Toner.



Notícias relacionadas