Apelo da Associação de Prisioneiros Palestinos à OMS para a vacinação dos prisioneiros

A Associação de Prisioneiros Palestinos deu uma conferência de imprensa em frente à sede do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), na Faixa de Gaza.

1557108
Apelo da Associação de Prisioneiros Palestinos à OMS para a vacinação dos prisioneiros

A Associação de Prisioneiros Palestinos apelou à Organização Mundial da Saúde (OMS) para que pressione o governo de Tel Aviv a permitir que os palestinos, nas prisões israelitas, sejam vacinados contra o novo tipo de coronavírus (Covid-19).

A Associação de Prisioneiros Palestinos deu uma conferência de imprensa em frente à sede do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), na Faixa de Gaza.

 

Ahmer al-Mudellel, dirigente do  movimento da Jihad Islâmica Palestina, disse que"a rápida disseminação da epidemia de Covid-19 gera muito medo e preocupação pelas vidas dos prisioneiros".

Mudellel disse que o estado de saúde dos prisioneiros palestinos nas prisões de Israel está em perigo por causa da epidemia, e acrescentou que Israel se recusou a vacinar os prisioneiros palestinos. Pediu por isso à Autoridade Palestina para "levar a questão dos prisioneiros até à arena internacional".

Mudellel apelou à Organização Mundial da Saúde para que "pressione Israel a permita cuidados médicos e vacinas nas prisões".

Uma notícia do jornal Haaretz diz que o ministro da Segurança Pública de Israel, Amir Ohana, enviou instruções às instituições relevantes para que não seja administrada a vacina do Covid-19 a prisioneiros de "segurança" palestinos nas prisões israelitas.



Notícias relacionadas