Governo do Líbano demite-se na sequência da explosão em Beirute

O primeiro-ministro libanês, Hassan Diab, destacou a corrupção crónica no governo, ao anunciar a sua demissão.

1471100
Governo do Líbano demite-se na sequência da explosão em Beirute

O primeiro ministro libanês, Hassan Diab, apresentou a sua demissão, dizendo que "este desastre (a explosão em Beirute) é o resultado da corrupção crónica no governo".

Hassan Diab anunciou a sua demissão durante uma conferência de imprensa realizada no edifício do Gabinete do Primeiro Ministro, após o Conselho de Ministros.

Dirigindo-se às forças políticas do seu país, Diab disse que “este desastre é o resultado da corrupção crónica no governo. Eu disse anteriormente que a corrupção estava em todas as partes do Estado, mas descobri que a corrupção é maior que o Estado, e o Estado não pode lutar contra essa corrupção”.

“Queremos abrir uma porta para salvar o país, por isso anuncio a renúncia do Governo” – acrescentou Diab.

Por outro lado, o presidente do país, Michel Aoun, pediu ao primeiro Ministro Diab e aos ministros que se demitiram que permaneçam nos seus postos, até que um novo governo seja formado.



Notícias relacionadas