HRW: "Exército da Arábia Saudita tortura civis no Iémen"

A HRW publicou um relatório revelando as declarações das vítimas do exército da Arábia Saudita, que realiza atos de tortura contra a população civil.

HRW: "Exército da Arábia Saudita tortura civis no Iémen"

A Human Rights Watch (Observatório de Direitos Humanos) anunciou que o exército saudita faz muitas violações contra os civis, incluindo "tortura, sequestro e detenção arbitrária", nas regiões do sul do Iémen.

A HRW, com sede em Nova Iorque, publicou um relatório revelando as declarações das vítimas do exército da Arábia Saudita, que realiza atos de tortura contra a população civil na província de Al-Mahra, perto da fronteira com Omã, no Iémen.

Os iemenitas, cujas declarações foram publicadas no relatório, alegam que foram submetidos a tortura numa prisão secreta no centro da cidade de Al-Mahra.

O relatório diz que os iemenitas foram detidos arbitrariamente por 16 vezes e que em 5 casos foram levados à força para a Arábia Saudita.

Há relatos de que as tropas iemenitas, apoiadas por Riade, sequestram e levam pessoas para um centro de detenção ilegal, onde os detidos são espancados e torturados com choques elétricos, até que aceitem crimes falsos e prometam interromper as atividades da oposição.

Em declarações à HRW, as famílias dos iemenitas que foram sequestradas na Arábia Saudita, disseram que não puderam comunicar com os seus filhos durante meses. O diretor adjunto da HRW para o Oriente Médio Michael Page diz no relatório: “O horror da Arábia Saudita e dos seus aliados iemenitas contra a população local na província de Al-Mahra, acresce às ações ilegais da coligação liderada pela Arábia Saudita”.



Notícias relacionadas