Balanço da guerra no Iêmen: mais de 15.000 civis mortos em cinco anos

A organização pediu ao público internacional que iniciasse com urgência o fim dessas violações.

Balanço da guerra no Iêmen: mais de 15.000 civis mortos em cinco anos

Segundo o relatório tornado público por ocasião do “10 de dezembro - Dia dos Direitos Humanos” da União para o Monitoramento de Violações de Direitos Humanos no Iêmen, o país está sendo palco de uma tragédia como resultado da guerra que se segue por cinco anos após o golpe de estado dos houthis.

15.420 civis morreram entre setembro de 2014 e outubro de 2019, outros 22.916 ficaram feridos.

4.272 civis foram seqüestrados. 6.352 crianças foram recrutadas à força.

As minas antipessoal colocadas por Houthis em muitas províncias do país custam a vida de 1.300 civis.

A organização pediu ao público internacional que se apressasse urgentemente para acabar com essas violações.

Além disso, pede-se aos houthis que pratiquem todas as infrações que afetem civis e libertem arbitrariamente as pessoas seqüestradas.



Notícias relacionadas