Rússia aumenta a sua presença militar na Síria

As forças russas instalaram-se em mais pontos ocupados pelo grupo terrorista YPG / PKK

Rússia aumenta a sua presença militar na Síria

A Rússia, que continua a aumentar a sua presença militar nas regiões ocupadas pelo grupo terrorista YPG / PKK no norte da Síria, instalou-se agora em mais três pontos.

De acordo com fontes locais, 20 policias militares russos, incluindo alguns de alta patente, foram estacionados num ponto militar no distrito de Amude, ocupado pelo YPG / PKK em Hasaka, no norte da Síria.

Após a Operação Fonte da Paz, foram realizadas patrulhas conjuntas entre a Turquia e a Rússia em Amude, que fica perto da fronteira com a Turquia.

Além disso, a Rússia também ocupou posições na região de Silos, em Ayn Isa, no sudeste da região árabe de Ayn-ul (Kobani). Depois das forças russas, as tropas do regime também se estabeleceram nessa área.

Nos últimos dias, a Rússia também se instalou no ponto de Izaa, a noroeste de Ayn-ul Arab.

Enquanto os Estados Unidos mudam a localização da sua presença militar do norte da Síria para o leste do país - onde estão as regiões ricas em petróleo - a Rússia avançou para três bases abandonadas pelos Estados Unidos em Sirrin, Ayn Isa e em Saidiya, todas na região de Manbij.

Os soldados russos, por seu turno, foram colocados na barragem de Tishrin, expandindo assim as suas posições do seu ponto atual no aeroporto de Qamishli.



Notícias relacionadas