Egito e Arábia Saudita pedem para manter o status de Jerusalém

Os Ministros Ministros das Relações Exteriores de seis estados árabes se encontram hoje em Amã para discutir Jerusalém.

Egito e Arábia Saudita pedem para manter o status de Jerusalém

O Egito e a Arábia Saudita pediram a manutenção do status histórico e jurídico de Jerusalém, em meio à tensão após a decisão dos EUA de reconhecer a cidade sagrada como a capital de Israel.

O ministro das Relações Exteriores egípcio, Sameh Shoukry, chegou a Riade hoje para conversar com o seu homólogo saudita, Adel al-Jubeir, sobre a evolução nos territórios palestinos.

Uma declaração emitida pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros do Egito disse que os dois diplomatas sublinharam a importância de manter o status histórico e jurídico de Jerusalém.

Os dois ministros discutiram os esforços árabes para defender o status da cidade sagrada, cujo destino deveria ser definido durante as negociações do status final, diz o comunicado.

Os Ministros das Relações Exteriores de seis estados árabes - Egito, Jordânia, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Palestina e Marrocos - se reunirão neste sábado para discutir a situação em Jerusalém.

Jerusalém permanece no coração do conflito no Oriente Médio, com os palestinos esperando que Jerusalém Oriental - ocupada por Israel desde 1967 - possa eventualmente ser a capital de um estado palestino independente.

 

Fonte: AA



Notícias relacionadas