233 feridos são tratados na Turquia

O vice-primeiro-ministro Kaynak visita civis feridos de Leste de Alepo que são tratados na Turquia

233 feridos são tratados na Turquia

O vice-primeiro-ministro turco, Veysi Kaynak, disse nesse domingo que 233 pessoas feridas do Leste de Alepo foram levadas para a Turquia para tratamento até agora.

"233 feridos estão em nosso país até agora, mas infelizmente 32 pessoas morreram", observou Kaynak.

Kaynak visitou civis feridos do Leste de Alepo em um hospital do estado na província no Sul de Hatay na Turquia.

Kaynak disse à imprensa ao deixar o hospital que as evacuações de Alepo terminaram.

"Podemos dizer que quase 40 mil pessoas foram evacuadas, e que essas pessoas foram geralmente colonizadas ao lado de seus parentes perto de Idlib", disse ele.

O vice-ministro turco acrescentou que desta vez a Turquia não enfrentou uma intensa migração da Síria como aconteceu em 2011 e 2012 e, no entanto, a Turquia está tomando precauções necessárias para uma possível migração intensa.

Após uma pergunta sobre a operação na cidade Al-Bab, na Síria, Kaynak disse que a cidade estava completamente cercada pelo Exército Livre da Síria (FSA) com os apoios das Forças Armadas Turcas.

O exército turco apoia os combatentes do Exército Livre da Síria para libertar Al-Bab das mãos do DAESH, uma cidade estratégica para o grupo terrorista.

A operação faz parte da Operação Escudo de Eufrates, liderada pela Turquia, que começou no final de agosto para melhorar a segurança, apoiar as forças da coalizão e eliminar a ameaça terrorista ao longo da fronteira da Turquia usando caças apoiados pelo FSA, artilharia e jatos turcos.

Sob os termos de um acordo anterior entre o regime sírio e os grupos de oposição, civis presos no Leste de Alepo foram autorizados a ir para a oposição detida na cidade de Idlib.



Notícias relacionadas