França aceita a alegação de que o regime sírio cometeu um "crime de guerra"

O Tribunal Penal de Paris decidiu iniciar um inquérito judicial sobre a alegação de que o regime de Assad cometeu um crime de guerra

França aceita a alegação de que o regime sírio cometeu um "crime de guerra"

Além disso, o Tribunal francês aceitou a queixa apresentada com a justificativa de que o regime de Assad cometeu um "crime de guerra".

De acordo com o relatório baseado na cadeia judicial, o Tribunal Penal de Paris decidiu iniciar um inquérito judicial sobre a denúncia.

O pedido do Tribunal a um juiz sobre a investigação aberta por alegações de "tortura", "crime de guerra" e "usurpação".

A Federação Internacional de Direitos Humanos e a Associação Internacional de Direitos Humanos ofereceu uma afirmação de que o "regime de Damasco cometeu um crime a humanidade", especificando que os cidadãos franceses de origem síria Mazen e seu filho Patrick Dabbagh foram torturados em prisões sob regime de inspeção em Damasco e depois desapareceram em 2013.



Notícias relacionadas