Cerca de 250 pessoas foram detidas durante um protesto contra Lukashenko na Bielorrússia

As últimas manifestações antigovernamentais na capital da Bielorrússia resultaram em mais de 250 detidos.

1536998
Cerca de 250 pessoas foram detidas durante um protesto contra Lukashenko na Bielorrússia

Na capital do país, Minsk, os manifestantes reuniram-se em grupos separados em zonas residenciais, distantes do centro da cidade, onde gritaram palavras de ordem de acordo com as instruções de uma conta nas redes sociais, que foi proibida por fazer propaganda terrorista.

Depois de bloquearem algumas estradas e de interromper o fluxo do tráfego, os manifestantes foram dispersos após uma intervenção policial. Os centros comerciais da região tiveram que fechar as suas portas durante algum tempo, para evitar que os manifestantes em fuga da polícia se refugiassem nesses espaços.

O atual presidente, Alexander Lukashenko, venceu as eleições presidenciais realizadas na Bielorrússia a 9 de Agosto. Mas após o anúncio dos resultados, eclodiram protestos alegando fraude eleitoral.

Os manifestantes, cujo número está a diminuir em relação às semanas anteriores, durante as quais houve manifestações todos os fins de semana no país - exigem a renúncia do presidente Lukashenko.



Notícias relacionadas