Grécia adia a votação dos "acordos de zona económica exclusiva"

O adiamento deveu-se às medidas contra o novo tipo de coronavirus.

1480201
Grécia adia a votação dos "acordos de zona económica exclusiva"

O parlamento da Grécia adiou para esta quinta-feira a votação dos acordos de Zona Económica Exclusiva assinados com a Itália e o Egipto, sobre a delimitação de áreas de jurisdição marítima.

O adiamento deveu-se às medidas contra o novo tipo de coronavírus. A votação terá lugar em grupos de 60 deputados, entre as 15h00 e as 20h00 horas.

Atenas fechou acordos de ZEE com a Itália a 9 de junho e com o Egito a 7 de agosto.

O Ministério das Relações Exteriores da Turquia fez a seguinte declaração sobre os acordos: “O suposto acordo para a delimitação de áreas de jurisdição marítimas anunciado pela Grécia, é nulo para a Turquia. Esta perspectiva vai ser manifestada no terreno e na mesa de negociações”.

Entretanto, aumentam as reações na Grécia contra este acordo nulo. O partido racista da Solução Grega alega que o acordo é inconstitucional. O líder do partido, Kriakos Velópoulos, anunciou que vai apresentar ao parlamento um pedido de anulação do acordo. O seu partido alega que o pseudo-acordo exclui metade da ilha de Rodes e toda a ilha de Meis. A Solução Grega sublinha que a plataforma continental e os direitos de ZEE da Grécia continental, a leste do meridiano 28, "não são reconhecidos pelo Egito".

Os acordos foram apresentados ao parlamento grego para análise das comissões competentes.



Notícias relacionadas