O partido de Macron sofreu uma grande derrota nas eleições municipais em França

A votação para a segunda volta das eleições municipais de França teve lugar este domingo.

1445416
O partido de Macron sofreu uma grande derrota nas eleições municipais em França

Em França, o presidente Emmanuel Macron e líder do Movimento da República em Marcha, sofreu uma grande derrota na segunda volta das eleições municipais.

A segunda volta das eleições terminou ontem à tarde, depois da primeira volta realizada no dia 22 de março. A segunda volta do ato eleitoral foi adiada por vários meses devido ao novo tipo de coronavírus (Covid-19).

Na segunda volta das eleições, a percentagem de eleitores que não participaram nas eleições foi de 60%, um recorde histórico. 16,5 milhões de eleitores optaram por não exercerem o seu direito de voto. A taxa mais alta de abstenção em França até agora tinha sido de 37,87%, em 2 014.

De acordo com os resultados, o partido de Macron (LREM) perdeu nas grandes cidades, tal como já tinha acontecido na primeira volta. Os Verdes (EELV) venceram as eleições em Lyon, Bordéus, Estrasburgo, Poitiers, Besanchon e Marselha.

O primeiro-ministro Edourd Philippe venceu em Le Havre, com 58,83%.

Em Paris, a atual presidente do Partido Socialista, Anne Hidalgo, foi novamente eleita com 48,7% dos votos.

Em Perpignan, Louis Aliot, o candidato do Partido da União Nacional liderado por Marine Le Pen, de extrema direita, foi eleito presidente do município com 52% dos votos.



Notícias relacionadas