Sánchez prestou juramento e tomou posse como presidente do governo espanhol

A cerimónia foi realizada diante do rei Felipe VI.

Sánchez prestou juramento e tomou posse como presidente do governo espanhol

Sánchez prestou juramento e tomou posse como presidente do primeiro governo de coligação em Espanha, algo que acontece pela primeira vez na história democrática da Espanha. A Espanha, dirigida por uma monarquia parlamentar, viu ontem Sánchez prestar juramento perante o rei Felipe VI e sobre a constituição.

Sanchez foi o presidente do governo minoritário estabelecido sozinho em junho de 2 018 e voltou agora novamente a ser presidente do governo que não usou um símbolo religioso cristão como a Cruz ou a Bíblia, na cerimónia de juramento que marca uma estreia em Espanha.

Pedro Sánchez é o 7º presidente do governo desde 1 977 na história democrática da Espanha, depois do ditador Franco, e vai anunciar na próxima semana os seus ministros do governo de coligação de esquerda e de minoria, estabelecido em aliança com o Unidas Podemos, de extrema esquerda.

O governo de coligação de esquerda obteve o voto de confiança com maioria simples, com 167 votos a favor e 165 contra, para além de 18 votos de abstenção, na segunda ronda da votação na assembleia de Espanha, na terça feira.

Com a tomada de posse desta coligação, encerra o processo de formação de um governo que durou 254 dias no país, com o apoio de 8 partidos políticos.



Notícias relacionadas