Grécia sacudida por um sismo de 6,1 graus

O terramoto foi registado às 09:23 (hora local), entre as ilhas gregas de Citera e Creta.

Grécia sacudida por um sismo de 6,1 graus

Um sismo de magnitude 6,1 sacudiu ontem a península grega do sul do Peloponeso.

O Instituto de Geodinâmica de Atenas anunciou que, de acordo com as primeiras conclusões, o terramoto foi registrado às 09:23 (hora local), entre as ilhas de Citera e Creta, no sul da península do Peloponeso, a 20 quilómetros de profundidade.

A imprensa local afirmou que o terramoto de 6,1 graus foi sentido em muitas áreas da capital Atenas, localizada a 258 km da ilha de Creta.

Por outro lado, os sismólogos gregos indicaram que este terramoto não está ligado ao que ocorreu esta terça-feira, 26 de novembro, na Albânia.

Não foram reportadas mortes ou danos materiais deste sismo na Grécia.

O presidente da Organização de Planeamento e Proteção contra Terramotos da Grécia, Efthymios Lekkas, disse o seguinte após o sismo: “Acho que não haverá tremores secundários. Os terramotos, quando ocorrem a média profundidade como este, não têm tremores secundários. E não há qualquer relação com o sismo que ocorreu na Albânia”.

O sismo grego causou pequenos danos ao prédio do Ministério das Finanças e a algumas escolas na cidade de Chania, na ilha de Creta.

As aulas foram suspensas em Citera e Chania devido ao terremoto. A Defesa Civil grega continua a analisar a região, para investigar os danos causados pelo sismo.


Etiquetas: Creta , sismo , Grécia

Notícias relacionadas