Stoltenberg: "A contribuição da Turquia para a OTAN é mais profunda que a do F-35"

O chefe da OTAN decidiu sobre a compra do russo S-400 pela Turquia.

Stoltenberg: "A contribuição da Turquia para a OTAN é mais profunda que a do F-35"

O secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, disse que a colaboração da Aliança com a Turquia é mais abrangente do que os caças F-35.

Durante seu discurso na conferência anual de segurança realizada no estado americano de Colorado pelo Instituto Aspen, Stoltenberg relatou que a OTAN segue de perto o processo de compra da S-400 e avalia o problema com as unidades relevantes.

"Cada país decide que tipo de sistemas de defesa vai comprar, mas o que é importante para a OTAN é se esses sistemas funcionam em harmonia com os sistemas da OTAN", afirmou.

"Os sistemas S-400 comprados pela Turquia da Rússia não serão integrados ao sistema de defesa aérea da OTAN porque não são compatíveis, a Turquia não fez esse pedido", disse ele.

"A contribuição da Turquia à OTAN e a cooperação da OTAN com a Turquia são muito mais profunda e mais abrangente do que o F-35", disse Stoltenberg, que também disse que a Turquia, um aliado-chave na luta contra o DAESH, organização terrorista em várias operações da OTAN nos Balcãs, no Kosovo e no Afeganistão.

Stoltenberg disse que "como um aliado da OTAN, a Turquia é muito mais do que o S-400, a Turquia foi e continuará sendo uma parte integrante do sistema de defesa aérea da OTAN".

O chefe da OTAN disse que a Turquia está negociando a compra do sistema Patriot dos EUA e dos sistemas de mísseis do consórcio franco-italiano Eurosame ele destacou a importância desses contatos.



Notícias relacionadas