A polícia italiana apreende mísseis de extremistas de direita

A polícia italiana confiscou inúmeras armas de guerra durante um ataque a extremistas de direita, incluindo um foguete de três metros e meio. Tinha sido oferecido para venda aos rebeldes ucranianos.

A polícia italiana apreende mísseis de extremistas de direita

A polícia italiana informou na segunda-feira que havia apreendido armas, incluindo um míssil ,nos ataques desencadeados por uma investigação sobre grupos extremistas de extrema-direita.

"Durante a operação, um míssil em perfeito funcionamento e usado pelo exército do Qatar foi apreendido", disse a polícia.

Além do míssil Matra de 800 kg, a polícia do norte da Itália descobriu uma série de armas sofisticadas, incluindo fuzis automáticos de última geração e lançadores de foguetes.

"Esta é uma apreensão significativa, com poucos precedentes na Itália", disse o comissário de polícia de Turim, Giuseppe De Matteis.

A polícia prendeu três pessoas, incluindo Fabio Del Bergiolo, 50, ex-candidato ao partido neofascista Forza Nuova.

O míssil, com 3,54 metros de comprimento, foi fabricado na França e Del Bergiolo esperava vendê-lo por 470 mil euros (US $ 529 mil), de acordo com a imprensa italiana.

O míssil era "sem carga explosiva, mas re-armado por pessoas especializadas no campo", informou a polícia.

"Por enquanto, nada nos leva a suspeitar" de um plano ativo para usar as armas, disse Eugenio Spina, oficial do contraterrorismo.



Notícias relacionadas