Srebrenica não para de chorar 24 anos depois do genocídio

Somam 6.643 vítimas enterradas em Srebrenica da Bósnia e Herzegovina após a maior tragédia humana na Europa após a Segunda Guerra Mundial

srebrenitsa.jpg
srebrenica yıl dönümü.jpg
srebrenica soykırım tanığı.jpg
srebrenica yeni definler.jpg
srebrenica mezarlık.jpg
srebrenica yıldönümü.jpg

Trinta e três outras vítimas do genocídio de Srebrenica foram enterradas, na tragédia em que pelo menos 8.372 bósnios foram cruelmente massacrados e é descrita como a maior tragédia humana na Europa após a Segunda Guerra Mundial.

Além do Ministro da Juventude e Esportes da Turquia, Muharrem Kasapoğlu, e deputados turcos, representantes de organizações internacionais no país, políticos, diplomatas, eclesiásticos e milhares de outras pessoas do país e do exterior participaram da cerimônia de funeral e comemoração .

Os convidados compareceram pela primeira vez à cerimônia de comemoração na antiga fábrica de acumuladores e depois da oração fúnebre eles se transladaram para o Cemitério Monumental de Potochari, onde colocaram oferendas de flores e oraram.

Após a oração do meio-dia, o residente da União Islâmica da Bósnia e Herzegovina, Husein Kavazovich, desejou que ninguém em qualquer parte do mundo voltasse a viver o que aconteceu em Srebrenica.

Após a oração fúnebre os nomes das vítimas foram lidos um por um, os cadáveres foram levados para as sepulturas onde foram enterrados pelos seus familiares.

Após a cerimônia de hoje, o número de vítimas enterradas no cemitério monumental alcançou 6.643.

O mais novo dos 33 mortos é Osman Cvrk, 16, e o mais velho, Saha Cvrk, de 82 anos.



Notícias relacionadas