Espanha: não há acordo nas negociações entre Sánchez e Iglesias

Pela quinta vez, os líderes do PSOE e do Podemos reuniram-se mas não chegaram a acordo.

Espanha: não há acordo nas negociações entre Sánchez e Iglesias

Depois das eleições gerais antecipadas de 28 de abril em Espanha, voltou a não se chegar a acordo nas negociações para criar um governo de coligação do Partido Socialista Obreiro Espanhol (PSOE) e o Podemos, um partido de extrema esquerda.

Pedro Sánchez, o presidente do governo espanhol e líder do PSOE, reuniu-se pela quinta vez com Pablo Iglesias - o líder do Podemos - para tentar viabilizar um governo de minoria.

Depois da reunião entre Sánchez e Iglesias na Assembleia ter chegado ao fim sem resultados, ambas as partes acusaram-se mutuamente nos comentários feitos a seguir ao encontro.

O principal motivo do desacordo está no facto do Podemos insistir num governo de coligação, enquanto que o PSOE quer exercer o mandato governativo em minoria no parlamento, e fechou por completo as portas a um governo de coligação. O PSOE está no entanto aberto a colaborar em algumas questões específicas com o Podemos.

Apesar de Espanha ter tido 3 eleições gerais no espaço de 4 anos, as últimas eleições gerais de 28 de abril não permitiram acabar com a indefinição política.

Apesar dos socialistas terem obtido um grande aumento na sua percentagem de votação face às eleições anteriores, e de terem sido o partido mais votado, não conseguiram chegar à maioria absoluta que lhes permitisse governarem sozinhos.


Etiquetas: Iglesias , Sánchez , Podemos , PSOE , Espanha

Notícias relacionadas