Na Suécia, metade dos crimes de ódio são cometidos contra os muçulmanos

Os crimes de ódio cometidos na internet duplicaram em todo o país, de 2 017 para 2 018.

Na Suécia, metade dos crimes de ódio são cometidos contra os muçulmanos

Tomas Aberg, o fundador da Associação de Investigação de Crimes de Ódio na Internet na Suécia, indicou que os crimes de ódio cometidos na internet duplicaram em todo o país, de 2 017 para 2 018, e que metade destes crimes foram cometidos contra os muçulmanos.

Nas declarações que fez à televisão estatal sueca SVT, Aberg sublinhou que os crimes de ódio ameaçam a democracria e acrescentou o seguinte:

“Nos últimos anos, os crimes de ódio aumentaram devido ao crescimento das redes sociais. De acordo com a investigação que realizámos com base nos relatórios da polícia, os crimes de ódio cometidos na internet duplicaram em todo o país, de 2 017 para 2 018. Nas cidade do norte do país, o número de crimes triplicou. Destes crimes, 50% foram cometidos contra os muçulmanos, 22% contra os refugiados e 21% contra os africanos”.

Aberg indicou que os crimes de ódio são geralmente cometidos contra pessoas com mais de 50 anos e disse que 83% daqueles que cometem estes crimes são homens e os restantes 17% por mulheres.

Aberg destacou ainda que em 2 018, 459 pessoas foram condenadas a várias sentenças por crimes de ódio.



Notícias relacionadas