Macron: "Vamos reconstruir a catedral de Notre Dame em cinco anos"

O presidente francês ofereceu um "discurso à nação" referindo-se ao incêndio de Notre Dame.

Macron: "Vamos reconstruir a catedral de Notre Dame em cinco anos"

O presidente francês, Emmanuel Macron, disse que reconstruiria ainda melhor a catedral de Notre Dame, em Paris, que sofreu sérios danos no incêndio desencadeado na outra tarde.

Macron entregou seu "discurso à nação" do Palácio de Eliseo.

Ele disse que o fogo abalou tanto os franceses quanto o mundo e que, apesar de todos os riscos, os bombeiros conseguiram extinguir o fogo.

"O fogo de Notre Dame nos mostra que nossa história nunca acaba. Há sempre testes que temos que superar".

Quanto à declaração dos resultados das negociações nacionais realizadas sobre os problemas que estão na base dos protestos dos coletes amarelos, ele disse que nos próximos dias ele vai aparecer diante dos franceses para falar sobre essa questão e que agora não é a hora adequado para isso.

"Vamos reconstruir a Notre Dame de uma maneira melhor. E eu quero que a reconstrução termine em 5 anos".

No incêndio, uma torre de 93 metros foi demolida e o telhado foi totalmente destruído. Cerca de 500 bombeiros intervieram no incêndio, graças ao intenso trabalho deixado intacto no prédio principal e na torre do sino.

O ministro do Interior, Christophe Castaner, disse que, em geral, a catedral foi salva, mas que muitas obras valiosas dentro dela correm o risco de serem danificadas.

O promotor de Paris, Remy Heitz, ressaltou que eles prejudicam a possibilidade de um acidente em relação ao incêndio e que não é uma sabotagem.

Embora a razão exata não seja conhecida, os autorizados adiantam que as chamas se devem ao trabalho de restauração de 6 milhões de euros.

Até agora, doações de 688 milhões de euros foram arrecadadas para a reconstrução da catedral.



Notícias relacionadas