Atacante de Berlim foi morto a tiro

O tunisino Anis Amri foi morto a tiro pela polícia italiana.

Atacante de Berlim foi morto a tiro

Foi morto o atacante que conduziu um camião contra um mercado de Natal em Berlim - a capital da Alemanha – causando a morte a 12 pessoas.

Já antes se tinha encontrado no local do ataque o bilhete de identidade do tunisino, Anis Amri, que acabaria por ser capturado sem vida em Itália. Amri tinha sobre ele uma ordem de captura em toda a Europa.

Os serviços de segurança italianos anunciaram que o suspeito foi capturado sem vida, mas não disseram como nem quando ele entrou no país.

Amri, de 24 anos, já estava a ser seguido pela polícia por suspeitas de que realizar um assalto à mão armada. Amri teria alegadamente ligações com grupos radicais, mas a vigilância da polícia acabaria por ser cancelada por que ele “apenas traficava droga e se envolveu numa luta num bar, não havendo no entanto indícios de outras atividades”.

Anis Amri estava na Alemanha na qualidade de requerente de asilo e foi preso várias vezes por diversos crimes, acabando no entanto por ser sempre libertado. A imprensa refere também que Amri já tinha estado preso em Itália durante 4 anos, a cumprir pena por fogo posto.



Notícias relacionadas