Merkel condena violência contra refugiados no leste da Alemanha

A chanceler alemã, Angela Merkel, condenou, segunda-feira, os protestos violentos contra refugiados que irromperam durante o fim-de-semana no leste da Alemanha, culpando os neonazis por espalharem uma mensagem de ódio e os moradores locais por os apoiarem.

Merkel condena violência contra refugiados no leste da Alemanha

Mais de 30 polícias ficaram feridos nos confrontos na cidade de Heidenau, próxima de Dresden, na manhã de sábado, quando uma multidão de centenas de pessoas, muitas delas embriagadas, começaram a agredir os agentes com garrafas e fogo-de-artifício. Algumas delas gritavam a saudação nazi "Heil Hitler".

A violência ocorreu depois que uma multidão muito maior se ter reunido para protestar contra a chegada de 250 refugiados a um abrigo da cidade. Os imigrantes, alguns deles fugidos das guerras no Afeganistão e na Síria, contaram que temeram que os manifestantes fossem entrar no abrigo e atacá-los.

"Todos eles mostraram o dedo do meio", disse Yakuma Fatty, de 23 anos, da Gâmbia. "Não esperávamos isso da Alemanha."

O país europeu, que acredita que o número de requerentes de asilo irá quadruplicar este ano e chegar a 800.000 pessoas, está com dificuldades em lidar com a situação. O país testemunhou mais de cem incêndios criminosos a abrigos, incluindo mais um na manhã de segunda-feira perto de Stuttgart.


Etiquetas:

Notícias relacionadas