McLaren demitirá 1.200 funcionários após crise do Covid-19

A medida se origina da chegada iminente de um limite de custo na Fórmula 1 do próximo ano.

1424360
McLaren demitirá 1.200 funcionários após crise do Covid-19

A equipe britânica de automobilismo e uma das quatro grandes equipes de Fórmula 1, a McLaren demitirá cerca de 1.200 funcionários de suas divisões de equipes automotiva, tecnológica e de corrida, como parte de uma grande reestruturação de seus negócios.

A mudança é conseqüência da epidemia de coronavírus e da chegada iminente de um limite de custo na Fórmula 1 do próximo ano.

Cerca de 80 pessoas da operação de Fórmula 1 serão demitidas.

A equipe da McLaren anteriormente cortou os salários dos pilotos Lando Norris e Carlos Sainz e concedeu licença não remunerada a alguns funcionários.


Etiquetas: #Covid-19 , #McLaren

Notícias relacionadas