Turismo em Cuba cresce 15% apesar das sanções dos EUA

O ministro do turismo da ilha, Manuel Marrero Cruz, disse que na próxima semana três milhões de turistas poderão ser alcançados

Turismo em Cuba cresce 15% apesar das sanções dos EUA

AA - O ministro do Turismo de Cuba, Manuel Marrero Cruz, disse neste sábado que o setor está crescendo em 15%, apesar das novas sanções impostas pelos Estados Unidos contra a ilha.

"O verão está indo bem, o turismo nacional cresce em 15% nos hotéis e os campismos estão cheios e, apesar do ressurgimento de sanções que afetam o turismo externo, na próxima semana chegaremos a 3 milhões e estamos indo para mais", escreveu o Alto funcionário no Twitter.

Segundo o governo cubano, no final do primeiro semestre do ano havia 72.965 quartos na maior das Antilhas, dos quais 2.081 foram construídos em 2019.

Apesar das duras sanções dos EUA contra Cuba, que também afetam empresas que buscam investir na ilha, o ministro disse que até o final de 2019, um total de 4.197 novas salas deve estar pronto.

Com esses novos investimentos, as autoridades buscam atrair mais de 4,3 milhões de visitantes estrangeiros em 2019. 

Em 2018, 4.732.280 turistas ingressaram no exterior.



Notícias relacionadas