EUA proíbem a compra de produtos chineses por instituições públicas

Compras institucionais estão temporariamente suspensas pelas corporações chinesas Huawei, ZTE, Hytera, Hikvision e Dahua.

EUA proíbem a compra de produtos chineses por instituições públicas

O governo dos EUA proibiu temporariamente a compra de produtos chineses por instituições públicas, bem como das corporações da Huawei, ZTE, Hytera, Hikvision e Dahua.

A Reuters afirmou que a nova proibição do governo dos Estados Unidos a essas empresas de tecnologia constitui a nova etapa da pressão da administração Trump sobre as corporações chinesas que vem acontecendo no ano passado. A proibição é avaliada sob a Lei de Autorização de Defesa Nacional aprovada no ano passado nos EUA.

A lei limitava a compra de equipamentos e serviços de corporações de telecomunicações 'implícitas' por meio de recursos públicos.

Huawei afirmou que eles vão continuar a lutar pela conveniência constitucional da proibição. O governo dos EUA alegou que a corporação da Huawei que oferece serviços de infraestrutura 5G estabeleceu perigo para os dados do povo americano.

A Huawei, por sua vez, rejeita as alegações da administração dos EUA sobre "espionagem para a China". Na avaliação feita pela Hikvision que forma uma das cinco corporações proibidas, é relatado que a corporação respeita as leis e regulamentos em todos os países onde mostra atividades: “A Hikvision gasta esforços para se adaptar às condições exigidas pelo governo dos EUA em seus produtos."



Notícias relacionadas