Trump assina o decreto que traz sanções aos setores mineiros e siderúrgicos iranianos

O decreto coincide com o primeiro aniversário do tratado nuclear do qual os EUA se retiraram

Trump assina o decreto que traz sanções aos setores mineiros e siderúrgicos iranianos

A Casa Branca anunciou o decreto presidencial assinado por Donald Trump com as principais sanções contra a mineração iraniana e aço que coincide com o Tratado Nuclear do qual os EUA se retiraram.

Trump manifestou-se sobre o decreto expressando que assinou as sanções aplicadas aos setores de ferro, aço, alumínio e cobre, que formam a fonte das mais importantes receitas de exportação não-petrolífera.

Trump alegou que o Irã continua a apoiar focos terroristas no processo de acordo nuclear, tem desenvolvido mísseis e desempenha papel em conflitos regionais: "Como resultado de decisões tomadas o Irã já difícil de encontrar fundos para apoiar o terrorismo, sua economia entra em uma depressão inesperada, eles secam suas receitas do governo e sua inflação se torna incontrolável ".

A administração Trump em 08 de maio de 2018 afirmou a sua retirada do Tratado nuclear com o Irã assinado em 2015. Além de aplicar sanções contra as exportações de petróleo iraniano, no mês passado, listou a Guarda Revolucionária do Irã como um dos grupos estrangeiras terroristas.

O ministro das Relações Exteriores iraniano, Javad Zarif, disse ontem novamente aplicar parte das atividades nucleares ante a retirada dos EUA do tratado nuclear unilateralmente.



Notícias relacionadas