A UE vai inspecionar o investimento direto estrangeiro

O Conselho Europeu permite o estabelecimento de um mecanismo que controlará o investimento estrangeiro direto nos países membros

A UE vai inspecionar o investimento direto estrangeiro

De acordo com a nova aprovação, os países membros da UE irão inspecionar investimentos estrangeiros diretos por razões de segurança e ordem pública, e a colaboração entre os membros e a Comissão Europeia sobre investimento estrangeiro será desenvolvida.

Os países informar-se-ão mutuamente e à Comissão sobre qualquer tipo de investimento direto e estrangeiro, dentro do mecanismo os dados serão partilhados como a estrutura de propriedade do investidor estrangeiro e financiamento de investimento.

A última palavra pertencerá ao país parceiro, mas a Comissão Europeia pode declarar a sua opinião sobre a situação. Espera-se que o novo mecanismo seja lançado em 2020.



Notícias relacionadas