Greve indefinida de taxistas em Barcelona que exigem medidas por parte do Governo

Hoje, na segunda-feira, se encontram com o Fomento para tratar da situação dos VTC

Greve indefinida de taxistas em Barcelona que exigem medidas por parte do Governo

A Gran Vía de Barcelona amanhece com esta estampa. Milhares de táxis colapsam as ruas de Barcelona, chegando de todos os pontos da Catalunha.

Total: "Até que a lei seja cumprida".

Ontem à noite, eles encontraram a intenção do Fomento de se encontrar com na segunda-feira para buscar uma solução para sua exigência de restringir as licenças dos VTC. Os motoristas de táxi não estão sozinhos em sua luta, os líderes do Podemos apoaim esta greve.

Total Rafael Mayoral, Podemos: "Solidarize-se com o setor porque são apenas demandas e, acima de tudo, pedem responsabilidades ao Ministério de Obras Públicas".

Enquanto isso, os problemas em Barcelona continuam para tomar um táxi.

Total usuários: "Vou ter que andar à pé ou pegar o ônibus".

"Também em Madri, é impossível chegar ao aeroporto ou às principais estações de trem.

Total Usuário: "No Metro, caímos no meio das escadas".

Apenas os serviços mínimos funcionam. O transporte público expandiu sua oferta de trem para que os usuários possam alcançar seus destinos. Desérticas as paradas de taxi também pára em Valência, onde ontem à noite eles decidiram se juntar a esta greve.

Total Fernando del Molino, presidente Confederação Autônoma de Táxi: "Os taxistas disseram até que, você tem que cumprir as promessas"

Outras cidades, como Málaga, pedem paralisações nesta semana para a luta; Apenas 50% do serviço funcionará. Enquanto isso, o Uber e o Cabify, empresas que operam com licenças VTC, reclamam da violência usada durante essa greve. São imagens de um carro capotado no Aeroporto El Prat na sexta-feira, nas últimas 24 horas não há que se lamentar dos incidentes. Também se reunirão com o Fomento, farão na terça-feira e defenderão a legalidade.



Notícias relacionadas