Taxa anual de inflação da Turquia diminui em fevereiro

Taxa de inflação anual cai 0,80 por cento em fevereiro em relação ao primeiro mês do ano de acordo com o Instituto de Estatística da Turquia.

444108
Taxa anual de inflação da Turquia diminui em fevereiro

A taxa de inflação anual caiu de 9,58 por cento em janeiro para 8,78 por cento em fevereiro, informou o Instituto de Estatística da Turquia na quinta-feira.

O índice de preços ao consumidor diminuiu 0,02 por cento em fevereiro em relação ao mês anterior, segundo o relatório.

A maior alta mensal foi de 1,84 por cento em serviços de saúde e 13,12 por cento em hotéis, cafés e restaurantes de acordo com o relatório.

Fevereiro é um mês de baixa inflação a partir de um ponto de vista estatístico, disse o economista Bora Tamer Yilmaz à agência Anadolu.

Após os ajustes de preços de Ano Novo em janeiro, há menos necessidade de aumentar os preços em apenas um mês. Uma surpresa positiva que terá implicações para a política monetária e para os preços dos ativos em lira[turca], disse Yilmaz.

Yilmaz afirmou que a inflação dos alimentos contribuiu significativamente para a melhoria das tendências econômicas no país.

Na verdade, o núcleo da inflação e os serviços de inflação continuam a correr em níveis relativamente elevados indicando pressões inflacionárias persistentes [sentidas pelo país], ele salientou, acrescentando que o mercado tem se preocupado com a inflação de dois dígitos.

Agora podemos dizer que a inflação atingiu o pico em janeiro e devemos descartar cenários de inflação de dois dígitos. Podemos ver um mergulho em abril abaixo de 8 por cento, dependendo da volatilidade dos preços dos alimentos e quanto os preços dos alimentos podem melhorar, comentou Yilmaz.

En relação a desinflação atual, o banco central pode começar com sua simplificação este mês, acrescentou Yilmaz.

O Banco Central turco disse na segunda-feira, na sequência da sua reunião do comitê de política monetária em 23 de fevereiro, que os principais indicadores para fevereiro sugeriam uma tendência de baixa da inflação de alimentos, enquanto a inflação anual de energia está diminuindo devido à evolução do preço do petróleo.

"Em suma, os preços de energia continuam a afetar a inflação favoravelmente, enquanto outros fatores de custo limitam a melhora na tendência da inflação principal", anunciou o banco.

O fator mais importante é que os preços dos alimentos e bebidas não-alcoólicas caíram 0,04 por cento em base mensal. Isso causou um declínio da inflação de alimentos para 8,83 por cento ao ano, disse o analista da ALB Valores Imobiliários, Enver Erkan.

Erkan acredita que a intervenção do governo turco sobre os preços da carne parecem ter um efeito sobre a inflação mais baixa.

O Ministério de Agricultura e Alimentação decidiu em 10 de fevereiro impor um preço máximo para a carne vermelha em uma tentativa de controlar o aumento de preços.

De acordo com a nova regulamentação de preços, o preço máximo para um quilo de carne moída deve ser de 32 liras turcas (cerca de US $ 10,9), enquanto o preço máximo de um quilo de carne picada deve ser 34 liras (US $ 11,6).

Os preços do petróleo caíram 65 por cento desde meados de 2014, de US$ 115 por barril em junho de 2014 para abaixo de US$ 30 por barril em 2016, que agora está em $36,41 por barril, atingindo seu nível mais baixo em sete anos, e registrando a queda mais rápida desde 2008.

Os números da inflação são acompanhadas de perto na Turquia e funcionários do Banco Central têm dito que iriam manter uma política monetária apertada até que haja sinais claros de melhoria das perspectivas de inflação.

Enquanto isso, a maior agência internacional de rating Moodys sinalizou que espera que uma inflação de 8 por cento no final do ano no país.

Fonte: TRTWorld, AA



Notícias relacionadas