Suspendem a marchista mexicana durante quatro anos por doping

Lupita González ganhou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016, mas não poderá participar do encontro de Tóquio.

Suspendem a marchista mexicana durante quatro anos por doping

A marchista mexicana Lupita González, ganhadora da medalha de prata no Rio 2016, foi suspensa por quatro anos após testar positivo para a substância trembolona. Isto foi confirmado na sexta-feira pela Federação Internacional de Associações de Atletismo (IAAF).

A Trembolona é um esteróide anabolizante que reduz a gordura e aumenta a massa muscular.

De acordo com as autoridades esportivas, a atleta testou positivo para a substância em um teste realizado no final de 2018.

A atleta, campeã do mundo em atletismo em 2018, argumentou que ela havia ingerido o esteróide sem querer em vegetais contaminados, mas a IAAF rejeitou a explicação e a suspendeu.

A punição abrange o período de 16 de novembro de 2018, quando o teste foi realizado, até a mesma data de 2022, mas González ainda pode recorrer da sanção perante o Tribunal de Arbitragem do Esporte.

Se a suspensão for mantida, González perderá os Jogos Pan-Americanos de 2019 em Lima, o Campeonato Mundial de Atletismo em Doha no mesmo ano, os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 e a Marcha Mundial a ser realizada em Minsk, na Bulgária, em 2020.



Notícias relacionadas